lifestyle
#cultureandpeople

my mood board for the weekend #2


1

2 3 4 5

In the mood for shorts and jackets | Vontade de combinar calções e casacos

This can be a great combo for guys (grown-up guys) just as long as you get it right. On the photos, the blue one, Morris Jacket (€650) and cotton stretch shorts (€45), is from Hackett Mayfair SS2016 and the neutral suggestion is from COS SS2016.


Aqui está uma boa combinação, assim o tempo e os modelos escolhidos o permitam — e sim, rapazes crescidos podem estar de calções e casaco sem parecerem colegiais. Nas fotos, destaquei uma possibilidade em tons de azuis da coleção primavera/verão 2016 da Hackett Mayfair (hackett.com), a jaqueta Morris (€650) e calções em algodão stretch (€45), e uma outra em tons neutros, da mesma temporada, da COS (costures.com).

Carry your stuff with style | Carregar a tralha com estilo

Forget jokes about women’s purses, a lot of guys actually need a bag — the right one — to carry all the stuff (documents, gadgets, keys…). Choose one that looks good and, even more important, makes you look good (and conformable, by the way) like this tumbled leather buckled briefcase from Massimo Dutti SS2016 (€219).


Esqueçam as piadas sobre as bolsas das senhoras, porque, cada vez mais, nós, homens, também precisamos de uma pasta, bolsa, mala (chamem-lhe o que quiserem, desde que escolham a certa), para carregar toda a tralha necessária (sobretudo agora com os gadgets). A dica é escolher uma mala com bom ar e, mais importante ainda, que nos dê bom ar. Como este modelo porta-documentos com fivelas e pele bovina de efeito granulado da Massimo Dutti SS2016 (massimodutti.com).

Bare foot, now | Pés nus, agora

Since Spring is playing hard to get, Summer seems faraway but, let’s be positive, it’s not and that is why I’m already thinking about sandals — have I ever told that I used to hate them when I was a kid? I did but now I’m a big fan. Love these new ones from Louis Vuitton SS2016, called Bayside, featuring embossed calf leather, adjustable straps and a lightweight cork-covered sole (€530).


Como a primavera se tem feito de difícil, eu sei que a ideia de termos verão parece cada vez mais comprometida, mas, eventualmente, ele vai chegar — sejamos positivos! Talvez por isso, por já não estar longe, começo a prestar atenção às sandálias, o que não deixa de ser curioso em alguém que, em criança, simplesmente as detestava — agora, adoro-as. Destaco este novo modelo Bayside, lançado pela Louis Vuitton (louisvuitton.com) para a primavera-verão, em pele, com tiras ajustáveis e uma sola muito leve, a lembrar as Birkenstocks, em cortiça (€530).

Swedish mind, Portuguese heart | Cabeça sueca, coração português

In Portugal we have a long tradition of ceramics and and we have more than just a few wonderful artisans, but there is something very special about Mateus (mateus.se) — I love the colors, the natural shapes, the clean yet not plain or dull design and the fact that its mentor, the Portuguese born Teresa Lundahl, works with Swedish designers but all the pieces are handmade here.


Existe em Portugal uma longa tradição de cerâmicas, além de que temos belíssimos artesãos, mas há algo de muito especial na Mateus (que se vende, já agora, na Puracal, em Lisboa) — as cores, as formas naturais, o design despojado mas nem por isso minimal ou chato e, claro, o facto da sua mentora, a portuguesa Teresa Lundahl radicada na Suécia, trabalhar com artistas suecos mas fazer questão de produzir manualmente aqui as suas peças.

Passagem para a Índia | A passage to India

Steve McCurry. The name may not sound familiar to most of the people but if I mention the portrait of the Afghan girl on the cover of National Geographic I’m sure that it rings a bell, right? McCurry is an amazing photojournalist awarded several times and he has covered armed conflicts, vanishing cultures, ancient traditions and contemporary culture alike. First a book, now a gallery show at Barbado (barbadogallery.com, until June 2016), India displays a range of color pictures illustrating from the Ganesh festival on Chowpatty beach in Mumbai to the Kolkata railway station at dawn to the flower markets of Kashmir and the streets of Old Delhi. Can’t miss this.


Steve McCurry. O nome pode até não soar familiar à maioria das pessoas, mas se eu disser que é o autor da foto da rapariga afegã que fez capa da revista National Geographic, por certo vão saber de quem falo, acertei? Na verdade, McCurry é um brilhante fotojornalista, diversas vezes galardoado por trabalhos onde cobre desde conflitos armados até culturas em extinção ou tradições ancestrais, quase sempre com as pessoas em primeiro plano. Como é o caso de “Índia“, primeiro o livro e agora a exposição (em cartaz em Lisboa, na Barbado Gallery, até 9 de junho de 2016), que reúne um conjunto de imagens muito fortes alusivas à sua passagem por locais como o festival de Ganesh na praia de Chowpatty, em Bombaim, a estação ferroviária de Calcutá ao amanhecer, os mercados de flores de Caxemira ou ainda as ruas da velha Deli. Imperdível.

Going South | A Sul

Open in the 1970’s but redone in style a few years ago, Ozadi Tavira Hotel (ozaditavirahotel.com) is one of my favorite pocket size properties to explore the eastern coast (and interior) of Algarve, in the south of Portugal. After a short Winter break, this family-oriented hotel is now open for the season.


A principal estrutura data da década de 1970, mas o Ozadi Tavira Hotel reabriu, em grande estilo, alguns anos atrás e, desde então, tornou-se um dos meus pousos preferidos, com a dimensão certa, para explorar o Sotavento algarvio. Depois de uma curta pausa de inverno, o hotel, muito orientado para famílias, está de volta à atividade e com novidades.

COS x Sou Fujimoto

To attend this edition of Salone del Mobile (until April 17), the world’s largest design fair in Milan, Swedish fashion brand COS has become even more cool by partnering with Japanese Sou Fujimoto Architects to create a unique installation and multisensory experience, Forest of Light. Inspired by nature and the experience of a forest at twilight, the installation presents light and sound in a new architectural context.


Para assinalar a sua presença na edição deste ano do Salone del Mobile (até 17 de abril), a maior e a mais importante feira de design de Milão, a marca de roupa sueca COS tornou-se ainda mais cool graças a uma instalação multisensorial, “Floresta de Luz”, criada em conjunto com o ateliê de arquitetura japonês Sou Fujimoto. A inspiração para esta instalação, num contexto arquitetónico, foi a Natureza e a experiência de se estar numa floresta ao busco-fusco.

Coachella, is anybody there? | Coachella, está ai alguém?

I’m joking, obviously. Check your Instagram feed (or get one first) and you will feel automatically excluded for not being there this weekend — everybody that counts these days are but at least you still have the next weekend to change your location to “Coachella”, in Palms Springs, California (or you can catch up on live.coachella.com, but it’s not the same). Ah, okay, a “few” people still go there for the music so I guess I should mention the lineup for this year: Beach House, Baauer, Calvin Harris, Foals, Grimes, LCD Soundsystem, Sia, Savage, Rhye, among dozens of other bands.


Estou a brincar, como é óbvio. Experimentem, no entanto, correr o feed do vosso Instagram (ou arranjem um perfil primeiro) este fim de semana e dou um prémio a quem não sentir, nem que seja só um pouco, vá, que está a perder alguma coisa — o festival nos arredores de Palms Springs, na Califórnia, tornou-se um imã para celebridades e digital influencers do mundo inteiro, mas a boa notícia é que ainda sobra mais um fim de semana para fazer as malas e zarpar até lá (ou, em alternativa, assistir pelo stream live.coachella.com). Como “algumas” pessoas continuam a ir pela música, acho que merece a pena falar do cartaz deste ano: Beach House, Baauer, Calvin Harris, Foals, Grimes, LCD Soundsystem, Sia, Savage, Rhye, entre dezenas de outras bandas.

Is this the right fragrance for a Gemini man? | Será este o perfume certo para um tipo do signo Gémeos?

No, I don’t actually care that much about astrology — well, I care a little. The fact is that, for the very first time in my life, I’m using a perfume from Davidoff… and I’m loving it. Marked by the element of air, Horizon, launched in February, was signed by perfumers Olivier Pescheux & Jacques Huclier and I guess I was persuaded by its freshness (citric and aromatic notes provided by grapefruit, mandarin, rosemary, vetiver and ginger) with a woody and spicy touch, but not much (I’m tired of very intense fragrances) provided by cocoa, cedar, patchouli or black sesame seeds. Definitely a keeper. Available as a 40, 75 and 125 ml Eau de Toilette (price starts at €39).


A minha ligação à astrologia fica-se pelo mais básico, e possivelmente também pelo que ela tem de menos fiável: leio o meu horóscopo de vez quando. O facto é que me revejo bastante em algumas das características apontadas aos Gémeos, um signo de ar. Coincidência, ou não, pela primeira vez na vida estou a usar (e a gostar muito) de um perfume da Davidoff marcado, precisamente, por esse elemento — daí o nome, Horizon. Lançado em fevereiro, esta fragrância masculina foi desenvolvida pela dupla de perfumistas Olivier Pescheux e Jacques Huclier e o que me convenceu nela foi, antes de tudo o mais, a frescura (notas cítricas e aromáticas extraídas da toranja, tangerina, alecrim, verbena e gengibre) em detrimento da madeira e das especiarias (cacau, cedro, patchouli ou sementes de sésamo preto), presentes, mas em menor escala. Isto porque estou cansado de perfumes muito intensos. Deste, desconfio, não me vou cansar tão cedo. A quem interessar, em Portugal, o Horizon está à venda, em frascos de 40, 75 e 125 ml (a partir de €39), na Perfumes & Companhia (perfumesecompanhia.pt).

Better than crystal balls | Melhores do que bolas de cristal

They don’t tell your fortune, but these globo boxes by Jonathan Adler are at the same time intriguing and fancy (jonathanadler.com). Or are they too tacky?


Dificilmente vão conseguir ler o vosso futuro neles, mas estes globos de Jonathan Adler, que não são meramente decorativos e têm a função de caixas, são ao mesmo tempo intrigantes e sofisticados. Ou estarei redondamente enganado e são, tout court, bregas?

Live fast, don’t die young | Vive rápido, mas não morras cedo

I like to wear a biker jacket even though I’m a convict non-motorcycle rider. I’m not into motorcycles and I still can admire the beauty (and the mystic) of owning (and riding, okay just shoot me) a factory custom model like the new Harley-Davidson Low Rider (above, on the photo), for example. So, leather jackets fans, riders and non-riders, the good news is that Norton — a British motorcycle brand founded in 1898 — has expanded its business to ready-to-wear clothing (first store in Barcelona and online retail on nortonclothing.com).


Há quem possa ver nisto uma contradição, mas eu realmente gosto de usar blusões motard (como a icónica biker) e nem por isso aprecio motos. Dispenso a vertigem de cavalgar uma e, ainda assim, isso não me impede de admirar a beleza que há em possuir (e andar, lá está, contradigo-me) um modelo fabricado nos menores detalhes como é, por exemplo, a nova Harley-Davidson Low Rider. A boa notícia é que a lendária Norton — uma marca britânica de motos fundada em 1898 — entendeu muito bem a atração pela imagética associada a este universo e acaba de lançar a sua linha de pronto-a-vestir: Norton Clothing (a primeira loja fica em Barcelona mas será possível comprar brevemente online em nortonclothing.com).

Dual-color loafers, I just can’t get enough | Sapatos bicolores, não me canso

Specially if they have red on it and they are designed by Santoni (santonishoes.com).


Sobretudo se também forem vermelhos e produzidos pela Santoni.

At loose | À solta

A few years ago, travel author Herbert Ypma changed our editorial perception of lifestyle and interior design thanks to his discerning eye and to Hip Hotels books. Nomad Deluxe – Wandering with a Purpose (Assouline, pre-order on assouline.com) promises to be a triumphal comeback since his notes and beautiful photos will point us the way(s) to being a modern-day nomad in the know.


Anos atrás, o autor Herbert Ypma mudou radicalmente a perceção de quem estava, como eu, no meio editorial das viagens e do lifestyle graças a um olho esteticamente muito afinado e a publicações como os livros “Hip Hotels”. Por isso mesmo é que o seu regresso, com “Nomad Deluxe – Wandering with a Purpose” (editado pela Assouline, que já está a aceitar pré-encomendas), é motivo para ficar atento. Através de notas e belas fotografias, ele promete apontar-nos vários caminhos por esse mundo afora para sermos nómadas modernos.

Binoche plays a Sicilian mother | Binoche interpreta uma mãe siciliana

Three reasons to watch The Wait (L’Attesa, original title): Juliette Binoche, Sicilia and Piero Messina (his first time as director, before he was assistant director on Paolo Sorrentino’s The Great Beauty). Story mother unexpectedly meets her son’s fiancée at a villa in Sicily and gets to know her as she waits for her son to arrive.


Três razões deixam-me, à partida, curioso para ver A Espera (L’Attesa no original): Juliette Binoche, o facto de se passar na Sicília e de ter como realizador Piero Messina (o primeiro filme que ele dirige, depois de ter sido assistente de realização de Paolo Sorrentino em A Grande Beleza). A estória: uma mãe conhece inesperadamente a noiva do seu filho numa villa da Sicília e a relação vai-se desenvolvendo enquanto as duas esperam pelo regresso dele a casa.

Don’t set the alarm clock | Desde que não soe o despertador

These Bulb Botz superheroes clocks are too damn cute… even if they are meant to work as alarm clocks (bulbbotz.co.uk).


De entre os lançamentos recentes da Bulb Botz (bulbbotz.co.uk), destaco o Batman e o Homem-Aranha como despertadores. É esquecer o alarme e usá-los como relógio.

 

Words by jms | All rights reserved for photos

You Might Also Like